botao manager

Guia série E

Na última temporada: 9° colocado série D.
Objetivo: Permanência.
Técnico: Felipe Barros.
Destaque: Gabriel Jesus 
Fique de olho: Vincent Enyeama 
Principais chegadas: Ginter (empréstimo), Gabriel Jesus (empréstimo).
Principais saídas: Balanta (empréstimo), Ádrian Ramos (empréstimo).

Time-base:

Um dos elencos mais fracos do Craque, o Besiktas é o primo pobre da Turquia. Enquanto Galatasaray e Fenerbahçe brigam nas divisões de cima, o time do técnico Felipe vem de um rebaixamento e não parece ter se recuperado do baque. Depois de ser campeão de forma surpreendente sob o comando do técnico Jota na Temporada 5, o time entrou numa descendente lastimável, e que parece não ter fim. Ainda muito cru no Craque, o técnico terá a difícil missão de iniciar um processo de reconstrução do elenco, e do clube como um todo.

 

Na última temporada: 4° colocado série E.
Objetivo: Sair de uma vez por todas da série E.
Técnico: Leonardo Targino.
Destaque: Willian José 

Fique de olho: Ross Barkley 
Principais chegadas: Malcom (empréstimo), J. dos Santos (empréstimo), Barkley, Schneiderlin.
Principais saídas: Strootman, Belhanda (empréstimo), Schweinsteiger (empréstimo).
Time-base:

Assim como Ryan Giggs é conhecido como Mister Manchester pela sua longa carreira no United, o técnico Leonardo Targino está ficando conhecido como Mister E, por sua longa estada na última divisão do Craque Digital. Brincadeiras a parte, ou nem tanto, o técnico paulista surge quase como uma obrigação como um dos favoritos ao título, devido ao forte elenco, e claro, por conhecer tudo sobre a série E. Depois de brigar pelo acesso até as últimas rodadas da temporada passada e com excelentes reforços chegando na janela de verão, muitos colocam Targino lá em cima na briga pelo título. Apesar de toda essa moral, o que mais falta no treinador é consistência. Consistência em converter boas jogadas em gols, bons jogos em pontos e boas campanhas em títulos. Falta para o comandante do Borussia Negro aquele passo a frente. Subir de nível é mais que somente uma melhora no jogo, mas uma elevação de espírito. A espera agora é para ver se o técnico alviinegro finalmente será capaz de atender às expectativas ou será que morrerá na praia mais uma vez?

 

Na última temporada: 7° colocado série E.

Objetivo: Permanência.
Técnico: Guth
Destaque: Davy Klaassen 
Fique de olho: M´Baye Niang 
Principais chegadas: Xhaka (empréstimo), Sarabia (empréstimo), Modeste, Gabbiadini, OX Chamberlain, Niang.
Principais saídas: Promes, Origi, Sakho.
Time-base:

Muito boa gente e artista como poucos, o técnico Guth ainda não conseguiu mostrar toda sua qualidade no comando do CSKA. Ganhando uns jogos aqui e perdendo outros ali, o comandante acabou deixando os torcedores desapontados na última temporada. O estilo rápido de jogo sofre com a falta de organização e com a insegurança defensiva. Assim, as vitórias acabaram sendo comprometidas pela fragilidade do time como um todo. Disposto a mudar o cenário, o CSKA foi as compras (quem não ficou surpreso com o quanto os russos desembolsaram para ter Niang no leilão?) e deu ao treinador liberdade para trazer quem ele bem entendesse. O maior reforço dos reforços foi o atacante francês Anthony Modeste. Pouco aproveitado no Ajax, o centroavante foi à Série E buscar espaço para recuperar o bom futebol. Assim, Modeste confia em Guth para evoluir, tanto quanto Guth confia em Modeste para o ajudar a elevar o nível do CSKA.

 

Na última temporada: 9° colocado série C.
Objetivo: Classificação competição europeia.
Técnico: Stefano Werneck
Destaque: Michy Batshuayi 

Fique de olho: Darío Benedetto
Principais chegadas: Wiegl (empréstimo), Ansaldi (empréstimo), Vermaelen.
Principais saídas: Fabian Schar.
Time-base:

Refém de técnicos ruins por algum tempo, o Olympique de Marseille parece ter encontrado um treinador capaz de recuperar sua honra. Apesar de muito criticado em alguns momentos da carreira, o técnico Teco Werneck, AKA Don, vem evoluindo e conquistando a confiança dos jogadores e da diretoria. Apostando todas as suas fichas em Michy Batshuayi e Lucas Moura, Téco tem apresentado um futebol mais convincente e mais sólido defensivamente. Seu humor instável ainda o atrapalha quando se encontra em situações adversas, mas, no geral, o futebol apresentado pela equipe tem chamado atenção dos jornalistas e de seus adversários. Entretanto, poucos acreditam que a maré de bons jogos vai durar, afinal pré-temporada é mais simples e não tem pressão. Caberá ao técnico Don provar que deixou de ser motivo de piada e é agora um dos técnicos que corre por fora pelo acesso e até mesmo pelo título.

 

Na última temporada: 3° colocado série C.
Objetivo: Fugir do rebaixamento.
Técnico: Bruno Gonçalves.
Destaque: Bertrand Traoré 

Fique de olho: Renato Augusto 
Principais chegadas: Renato Agugusto (empréstimo), Monreal (empréstimo), Baumann (empréstimo).
Principais saídas: Ochoa (empréstimo), Cerci (empréstimo).
Time-base:

Novato no Craque, o técnico Bruno assume o clube que brigou até a última rodada para conseguir o acesso. Assim, o treinador sofre pressão para conquistar o que seu predecessor não conseguiu, o acesso. Apesar da aposta, a diretoria do PSV deu recursos para o técnico trazer reforços na janela e hoje espera colher os frutos. Também disputando a UEFA Europa League, o técnico precisará lidar não somente com os egos dentro do elenco, mas também com a forma física de seus jogadores. Mais uma vez, a incógnita permanece, já que a única coisa que sabemos do técnico Bruno até agora é o seu nome.

Última temporada: Estreante.

Objetivo: Briga pelo título.

Técnico: Marcos Fonseca.

Destaque: Timo Werner 

 

Fique de olho: Emil Forsberg

Principais chegadas: Forsberg (empréstimo), Keita (empréstimo), T. Werner (empréstimo), Sabitzer (empréstimo).
Principais saídas: Mitroglu (empréstimo), Ljajic (empréstimo), Illaramendi (empréstimo).

Time base:

Fonseca surpreendeu a todos ao pedir a demissão de seu cargo na excelente Juventus, elenco que dedicou tanto trabalho para montar. E surpreendeu a todos mais uma vez ao voltar ao Craque pouco tempo depois, agora para recomeçar sua carreira na última divisão. Pouco se sabe sobre os motivos e intenções do treinador na sua saída, mas do que ninguém tem dúvida, é sobre a empolgação do treinador com o projeto a longo prazo no estreante Red Bull Leipzig. Inspirado pela campanha do time na vida real, Fonseca foi atrás dos seus meninos de ouro. E agora com o elenco reforçado, e aplicado suas ideias táticas, Red Bull já nasce grande no Craque.

Obs: O treinador está tão entusiasmado com o projeto, que contactou a equipe de marketing do clube para disponibilizar um site especial sobre seu trabalho. http://marcosffonseca4.wixsite.com/rbleipzig

 

selo-z4

Na última temporada: 10° colocado série D.
Objetivo: Fugir do rebaixamento.
Técnico: Everton.
Destaque: Virgil van Dijk 

 

Fique de olho: Manu Trigueiros 
Principais chegadas: Nenhuma.
Principais saídas: Nenhuma.
Time-base:

Apesar de ser muito confundido com o técnico do Everton, o técnico Éverton assumiu um desafio difícil ao aceitar o cargo no Sporting Lisboa. O time sentiu muito a saída do técnico Pedro, campeão da champions, há algumas temporadas, e a passagem do técnico Filipe da Luz deixou o clube em uma situação tenebrosa. Assim, desde o início de sua jornada em Portugal, o treinador teve a difícil missão de fortalecer o elenco e recuperar o time que encontrou aos pedaços. Porém não vem conseguindo os resultados esperados. Sporting caiu na última temporada comandado justo pelo próprio Everton. Contra a vontade da torcida, a diretoria resolveu dar um voto de confiança e manteve o treinador. Mas até hoje pouco se viu do verdadeiro Everton, técnico Everton, para justificar a sua permanência no cargo. O seu estilo acaba sendo modesto e pouco seguro defensivamente, mas alguns argumentam que isso é mais um reflexo do elenco do que do trabalho do treinador. Esperamos que nessa temporada o técnico consiga buscar uma evolução no jogo de sua equipe e uma melhora no elenco. Se isso é efetivamente possível e se Éverton é o nome certo para isso, só o tempo dirá.

 

Na última temporada: 5° colocado série E.
Objetivo: Classificação competição europeia.
Técnico: Charlinho.
Destaque: Marko Arnautovic 

Fique de olho: Benoit Costil 
Principais chegadas: Kalinic, Bakambu, Costil, Kolasinac, Paredes, Dahoud (empréstimo).
Principais saídas: Thauvin, Boufal, R. Soriano, Bongonda, Pellegrini (empréstimo).
Time-base:

Charlinho, o menino que só queria estudar, mudou seus planos e agora só pensa em scoutear. O inteligente treinador exigiu de sua diretoria contratações, não diretamente para o time, mas sim para a rede de olheiros do clube. Com isso, o Stoke virou potência nesse quesito, e se você bobear, verá no site que o Stoke acaba de assinar com aquele carinha que estava em 1° lugar da sua listinha de scouts. Sem dúvida nenhuma, o elenco de hoje é muito melhor do que quando o técnico assumiu o clube, já há algum tempo a frente do comando dos potters, chegou a hora de Charlinho provar que além de bom manager, é um técnico capaz de alcançar bons resultados dentro dos quatro linhas.

 

Na última temporada: 9° colocado série E.
Objetivo: Briga pelo título.
Técnico: PV.
Destaque: Gianluigi Donnarumma 

Fique de olho: Charly Musonda 
Principais chegadas: Gotze, Bravo, Musonda (empréstimo), G. Martins (empréstimo), E. Dier, Donnarumma (empréstimo), Kjaer (empréstimo).

Principais saídas: Arnold, Zaza, Bravo, Acerbi (empréstimo), Allen (empréstimo).

Time-base:

Paulo Vitor fez algo que 99,99% dos treinadores jamais fariam. Entregou o seu bonézinho para a diretoria e saiu do comando do estrelado, poderoso, pica das galáxias elenco do Borussia Dortmund. A atitude pegou todos de surpresa, inclusive a própria torcida que tem muito carinho pelo treinador. A sensação que fica de seu longo trabalho no clube, é a de missão inacabada, um até breve para um dia voltar e cumprir as expectativas dos aurinegros. Agora no comando do Alvinegro Udinese, o treinador tirou um peso enorme das costas pois não sofre mais a enorme pressão da torcida por resultados, e com tranquilidade, consegue fazer aquilo que sempre quis, dar total liberdade para seus meninos jogarem um futebol moleque, com ousadia e alegria, dibrando quem estiver pelo caminho.

 

selo-z4

Na última temporada: 6° colocado na série E.
Objetivo: Fugir do rebaixamento.
Técnico: Jonatas da Silva.
Destaque: Thorgan Hazard
Fique de olho: Marouane Fellaini
Principais chegadas: Pulisic (empréstimo), Fellaini (empréstimo), Dante (empréstimo), Areola (empréstimo), Mbokani (empréstimo).
Principais saídas: P Fornals (empréstimo), F. Muslera (empréstimo), E. Vargas (empréstimo).

Time-base:

Um dos novatos do Craque Digital, o técnico Jonatas começa sua briga por espaço e reputação. Sem grandes ambições, o anonimato é, talvez a grande arma do comandante do submarino amarelo. Poucos conhecem seu estilo de jogo, e isso faz com que ele tenha o famoso elemento surpresa. O time é modesto, mas alguns empréstimos vieram para ajudar o elenco que espera fazer uma campanha sólida, sem muitos sustos na série E. Porém, o anonimato nesse sentido “joga” contra o time, colocando o desconhecido como um candidato às últimas posições na tabela.

 

Jornalismo Craque Digital – Luca Bueno e Guilherme Molledo

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.