botao manager

Atlético de Madrid, uma grata surpresa.

Começo este texto pedindo desculpa em nome da Equipe de Jornalismo do Craque Digital. Por inúmeros motivos, estivemos sobrecarregados e não conseguimos fazer a merecida matéria sobre o Campeão da Europa League. Esperamos com este texto nos redimir, ainda que não falemos única e exclusivamente da campanha do Atlético de Madrid na competição continental.

Há muitas temporadas no Atlético de Madrid, o técnico Leonardo Almeida foi inúmeras vezes alvo de merecidas críticas. Assim como outros medalhões do Craque, o técnico conta com um elenco recheado e muito qualificado, mas temporada após temporada deixava a desejar.

O que mais incomodava os críticos, na verdade, era a acomodação. Um técnico mediano com um elenco excelente, mas que se conformava com um futebol medíocre para se manter na Série A do Craque Digital, sem nem ao menos tentar alçar voos maiores.

Acomodado? Mediano? Não mais! A sétima colocação na temporada passada e o vice-campeonato da Champions parecem ter feito o técnico fluminense acordar. Apesar de não sabermos o que o fez acordar, se foi a proximidade com o Z2 e o risco de perder o time ou se foi o gostinho amargo de um vice, o fato é que o Atlético de Madrid acordou e as coisas mudaram.

Infinitamente superior às performances apresentadas nas temporadas anteriores, o que fica evidente, não só pelo título conquistado, mas por seu desempenho na Série A, o Atlético de Madrid não mudou seu estilo de jogo, mas criou vontade e adicionou uma combatividade e uma gana, que não se via há tempos no Vicente Calderón. Conclui-se, na verdade, que a maior mudança do time na atual temporada foi de mentalidade. Os Colchoneros deixaram a mediocridade para trás e decidiram buscar algo a mais.

A mudança de mentalidade foi recompensada ainda no primeiro turno, talvez da melhor forma possível. Depois de amargurar um vice-campeoanto na Champions League da temporada passada, o Atlético de Madrid conquistou o título da Europa League, em uma campanha digno do verdadeiro espírito Colchonero.

Apesar de terminarem a fase de grupo com a segunda colocação do Grupo D, o Atlético deixou seus fantasmas para trás e venceu todos os jogos do mata-mata, conquistando o título em cima da Inter de Milão, atual time do craque mundial, Lionel Messi. Foram 5 jogos, 5 vitórias, 15 gols marcados e um título para ninguém botar defeito. Finalmente o Atlético de Madrid honrava sua história e colocava em suas prateleiras um troféu de expressão.

 

Hoje vemos que o título não foi um mero acaso. Aqueles que pensaram que o time se contentaria com a conquista da Europa League, estavam enganados. Após jogar todos os 18 jogos do Campeonato Principal, o Atlético de Madrid está garantido na terceira colocação da Série A, deixando para trás técnicos mais badalados, como Stayner (“Cuzão”), Diego Pokémon e Rafael (“Presida”).

Na atual campanha, foram 18 jogos, 10 vitórias, 37 gols marcados e 32 pontos conquistados. Campanha sólida, de um time que está numa ascendente e que promete evoluir ainda mais nas temporadas que estão por vir.

Gonzalo Higuaín, o homem gol.

O cara!

O maior destaque desse “novo” Atlético de Madrid é o atacante argentino recém contratado, Gonzalo Higuaín. O centroavante marcou 33 gols por todas as competições, sendo 19 deles na Série A. Com uma força ofensiva assim, não tinha como ser diferente.

Em entrevista à Equipe de Jornalismo do Craque Digital, o técnico Léo Almeida nos contou um pouco mais das mudanças no Atlético e nos falou sobre o título.

Quais são suas ambições no Craque Digital?

“Minha vontade é sempre buscar a melhor performance possível, chegar às finais de Copas e, futuramente, ser Campeão da Série A.”

Qual foi sua análise do seu desempenho na Temporada passada?

“Minha temporada passada foi ruim. Comecei o primeiro turno razoavelmente bem e cheguei à final da Champions, mas confesso que a derrota na final abalou o time. No segundo turno, o desempenho do time caiu muito e acabamos com aqueles campanha terrível.”

O que está achando da sua temporada atual?

“Fiz um temporada diferente das outras. Estou jogando bem e focado. Meu rendimento foi o melhor desde que cheguei na Série A. A conquista do primeiro título europeu da história do Atlético de Madrid, com certeza entrou para a história do clube.”

Você mudou alguma coisa no seu estilo de jogo?

“Meu estilo de jogo continua o mesmo. Algumas peças do time mudaram e isso fez diferença. O destaque vai para o meu homem gol, Higuaín. Devemos parte do sucesso à ele. Seus gols foram importantíssimos para nossa campanha.”

Você acha que sua ascensão na tabela da Série A é mérito seu ou demérito de seus adversários?

“Acredito que seja mérito meu. Ou melhor, nosso, como um time. Enfrentamos adversários difíceis como o PSG, Borussia Dortmund, Manchester City e Bayern de Munique e fomos bem. Conquistando pontos importantes e subindo na tabela, rodada após rodada. A disputa essa temporada foi num nível altíssimo e nós fomos muito bem.”

A terceira colocação na Série A, somado ao título da Europa League, deixam o técnico Léo Almeida muito otimista para o futuro. Alguns diriam que ele foi o vice-campeão da Série A dos mortais, uma vez que o Gabriel é “um ponto fora da curva”.

Todo mérito para o técnico Léo e seu Atlético de Madrid. Após temporadas e temporadas de futebol questionável e críticas, parece que as coisas mudaram e mudaram para melhor. A partir de agora, espero grandes coisas desse time. Parabéns, Léo, você tem nossa atenção e respeito. Continue assim.

 

Comments (1)

  1. Leo (Atlet. Madrid)

    😜👏👏👏👏👏👏👏👏

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.